quarta-feira, 30 de outubro de 2013

mudança


pouco mais de um ano se passou e cá estão, novamente, as palavras cansadas. tenho certeza que elas cansaram de esperar. e eu de pensar.

o que mudou? quase nada e, ao mesmo tempo, muita coisa. contradição, sim, e verdadeira.

tudo não passa de um rearranjo de ideias: perdemos a oportunidade, mas não perdemos a causa; ganhamos idade e, consequentemente, experiência; perdemos amigos, mas não a guerra; ganhamos amigos e, consequentemente, peso. novas escolhas, novas escolas.

ahh, mas eu não tenho tempo... tem sim. tempo é uma questão de escolha (sei que aqui muita gente vai discordar, não interessa). a gente se dedica para o que realmente gostamos e isso acaba, de alguma forma, fazendo parte do cotidiano. cotidiano é feito de passado, presente e futuro, não podemos negar isso. e nada de esquecer o passado ou deixa a vida me levar.

gosto de refletir sobre mudanças, pois sei que ainda preciso mudar. e muito.